Os sintomas da doença misteriosa incluem perda de memória e alucinações.

As autoridades canadenses estão correndo para encontrar a causa de uma misteriosa doença cerebral que atingiu mais de 40 pessoas na província de New Brunswick, de acordo com a imprensa.

No início deste mês, as autoridades canadenses alertaram os médicos na área de New Brunswick que eles estavam monitorando um grupo de 43 casos de doenças neurológicas de causa desconhecida, relatou o The Guardian. O primeiro caso identificado data de 2015, mas as autoridades notaram um número crescente de casos nos últimos anos, com 24 casos relatados em 2020 e seis até agora em 2021, de acordo com a CBC News. Cinco mortes foram associadas à doença.

Os médicos inicialmente suspeitaram que os casos eram CJD, que é causado por proteínas anormalmente dobradas chamadas príons. Mas os testes realizados até agora não mostram nenhuma evidência de CJD, nem de qualquer outra doença de príon relacionada.

Várias equipes de pesquisa estão investigando a causa, que pode ser uma doença nova ou vários distúrbios diferentes que já são conhecidos. “Este foi um chamado às armas para identificar a causa”, disse Cashman.

Pacientes com a doença desenvolveram sintomas progressivamente piores ao longo de 18 a 36 meses, de dores e espasmos inexplicáveis ​​a declínio cognitivo, atrofia muscular e ranger de dentes, relatou o The Guardian.

A maioria dos casos até agora foram identificados na Península Acadian, no nordeste de New Brunswick e perto de Moncton, uma cidade no sudeste de New Brunswick, de acordo com a CBC News.

Dado que os casos parecem estar limitados a uma determinada região, é possível que esses casos sejam devido a uma toxina ambiental, informou a CBC News.

Alguns possíveis suspeitos incluem B-metilamino-L-alanina (BMAA) e ácido domóico – ambas as toxinas que às vezes se acumulam em peixes e crustáceos, disse Cashman. No entanto, ele ressaltou que isso é apenas especulação por enquanto e que encontrar a verdadeira causa pode levar tempo.

“É possível que as investigações em andamento nos deem a causa em uma semana, ou é possível que nos deem a causa em um ano”, disse ele.

Informações G1

RECOMENDAMOS






Ter saber é ter saúde.