A empresa sevilhana Aquaer criou um sistema para extrair água segura e potável da atmosfera e assim abastecer áreas desérticas onde a população sofre com a escassez deste elemento natural tão importante para a sobrevivência humana.

A invenção de Enrique Veiga, um engenheiro galego de 82 anos, baseia-se nos aparelhos de ar condicionado e no efeito de condensação que eles têm. Ou seja, o sistema usa eletricidade para resfriar o ar, condensá-lo e transformá-lo em água. Uma pequena máquina produz entre 50 e 75 litros por dia e as versões maiores chegam a produzir até 5.000 litros por dia.

Existem outros geradores de água no mundo que utilizam tecnologia semelhante, mas a diferença entre essas máquinas e as da Veiga é que as primeiras requerem muita umidade e baixas temperaturas no ambiente. No entanto, a invenção espanhola funciona em temperaturas de até 40 graus e pode lidar com uma umidade entre 10% e 15%.

O primeiro protótipo foi inventado por Enrique Veiga em 1990 durante uma forte seca que afetou o sul da Espanha. “O objetivo é ajudar as pessoas e chegar a locais como os campos de refugiados que não têm água potável”, afirma o galego.

Em 2017, Nhat Vuong, um refugiado vietnamita, fundou a instituição de caridade com o nome Water Inception para desenvolver ainda mais a invenção de Veiga e levá-la a quem mais precisa. Para isso, Vuong comprou uma das máquinas e a levou para um campo de refugiados na cidade libanesa de Trípoli.

Esses aparelhos já estão em operação em vários países da África. “Nas aldeias namibianas que visitámos, as pessoas ficaram atordoadas, não perceberam e perguntaram de onde vinha a água”, lembra Enrique Veiga. O galego, além disso, afirma que sua ilusão é evitar que as pessoas tenham que caminhar quilômetros para trazer água.

Da mesma forma, Nhat Voung disse à Reuters que o próximo passo é levantar fundos para fornecer painéis de energia solar para minimizar a dependência do fornecimento de eletricidade e cuidar do aspecto ambiental do projeto.

La vanguardia

RECOMENDAMOS






Ter saber é ter saúde.