Existem mais de 100 mil pessoas aguardando um transplante de rim nos Estados Unidos, e alguém é adicionado a essa lista a cada catorze minutos; no Brasil são mais de 20 mil pacientes em lista de espera para um transplante, com tempo médio de espera de 18 meses, de acordo com o Ministério da Saúde.

A falta de órgãos deixa milhares de pacientes em diálise enquanto esperam para receber um novo rim, mas os cientistas podem ter resolvido esse problema desenvolvendo o primeiro rim artificial do mundo.

William Fissel, da Universidade Vanderbilt, e Shuvo Roy, da Universidade da Califórnia, em São Francisco, lançaram o Kidney Project para tratar da escassez de doações de rim.

Eles desenvolveram um rim artificial que usa células renais vivas juntamente com microchips especializados que são alimentados pelo coração para realizar as ações de um rim saudável.

Kidney 610x343 1 - Este rim artificial pode eliminar a necessidade de diálise renal
(Fonte: My Healthy Feed)

“Podemos alavancar os 60 milhões de anos de pesquisa e desenvolvimento da Mãe Natureza e usar células renais que, felizmente, crescem bem no laboratório e transformadas em biorreatores de células vivas”, explicou Fissell em um artigo recente publicado pela Research News Vanderbilt

O rim artificial pode distinguir de maneira confiável entre resíduos de produtos químicos e nutrientes de que seu corpo precisa, e requer apenas que uma cirurgia comum seja inserida no corpo

O que seu rim faz?

Seus rins desempenham uma variedade de funções que são vitais para sua vida, incluindo:

• Mantem o equilíbrio geral de fluidos. Os rins garantem que seu líquido extracelular (também conhecido como plasma sanguíneo) não fique muito diluído ou muito concentrado

• Regula e filtra os minerais do sangue. Especificamente, os rins são responsáveis ​​por manter níveis constantes de minerais importantes como sódio, potássio e cálcio

• Filtra resíduos de alimentos, medicamentos e substâncias tóxicas. Os rins filtram os resíduos e toxinas ambientais na urina para serem excretados

• Cria hormônios que ajudam a produzir glóbulos vermelhos, promover a saúde óssea e regular a pressão arterial

Se seus rins falharem, significa que eles não poderão mais filtrar os resíduos do sangue. Níveis perigosos começam a se acumular e a composição química do seu corpo fica desequilibrada

Diálise para Insuficiência Renal em Estágio Final

Quando um paciente está passando por insuficiência renal em estágio terminal, sua única opção é fazer um transplante. Como a lista de espera para um transplante é muito longa, eles serão submetidos a diálise até que possam receber um novo órgão.

A diálise pode executar algumas das ações de um rim saudável, como remover resíduos, sal e água extra, equilibrar os níveis de potássio e sódio no sangue e ajudar a controlar a pressão arterial

O processo de diálise é demorado e árduo. Geralmente ocorre no hospital, embora possa ser feito em casa e requer três a quatro horas, três vezes por semana. Se você não puder receber uma doação de rim, precisará passar por diálise pelo resto da vida, com uma expectativa de vida média de cinco a dez anos

O rim artificial que fornece esperança

O rim artificial desenvolvido pelo Kidney Project contém quinze microchips que são controlados pelo coração e atuam como filtros. Eles mantêm células renais (rins) vivas que eventualmente crescerão ao redor do chip e imitarão um rim real.

Esse novo “rim artificial” funcionará melhor que a diálise e fornecerá uma solução muito mais permanente para pacientes além da diálise. Também fornecerá uma solução a longo prazo e mais eficaz do que um transplante de rim real.

Atualmente, os engenheiros estão trabalhando para testar todos os aspectos do dispositivo para garantir sua eficácia e segurança antes do início dos testes em humanos. Se o dispositivo for bem-sucedido, ele poderá eliminar a necessidade de diálise, resolver a crise de falta de órgãos e economizar dinheiro público em assistência médica.

Fonte: Adaptado de Wonderful Engineering

RECOMENDAMOS


COMENTÁRIOS




Revista Saber é Saúde
Ter saber é ter saúde.