A agência de saúde pública do país desaconselhou o uso fora dos ensaios clínicos.

O Ministério da Saúde francês está proibindo o uso de hidroxicloroquina como cura para o coronavírus, de acordo com um decreto publicado quarta-feira de manhã.

“Seja [nos consultórios médicos] nas cidades ou no hospital, isso … não deve ser prescrito para pacientes com COVID-19”, afirmou o ministério em comunicado.

Na terça-feira, a agência de saúde pública do país desaconselhou o uso da hidroxicloroquina fora dos ensaios clínicos. Logo depois, o regulador nacional de medicamentos suspendeu seu uso em ensaios clínicos.

As medidas seguem a publicação do The Lancet, na sexta-feira, de um grande estudo observacional que coloca dúvidas sobre os benefícios da hidroxicloroquina e outro medicamento contra a malária, a cloroquina, para pacientes com Covid-19. Também encontrou um risco aumentado de problemas cardíacos e morte.

O ministro da Saúde, Olivier Véran , pediu ao Conselho Nacional de Saúde Pública no fim de semana para considerar se ele deveria revisar a autorização de uso de emergência da França para prescrever hidroxicloroquina a pacientes Covid-19 hospitalizados.

Por seu lado, a Organização Mundial da Saúde anunciou segunda – feira que está suspendendo temporariamente a parte da hidroxicloroquina em seu teste global de Solidariedade em meio a uma revisão de segurança.

Com informações do G1

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Revista Saber é Saúde
Ter saber é ter saúde.