Dá para imaginar uma silenciosa classe de crianças de 3 a 6 anos de idade? Pois em uma escola Montessori isso não somente é possível, como é comum!

O ruído constante pode levar à irritabilidade, frustração, confusão e até mesmo uma sensação de confusão mental. Tanto o cérebro adulto quanto o infantil precisam de momentos de paz para descansar, se acalmar e se concentrar. No entanto, no mundo de hoje vivemos cada vez mais invadidos por estímulos sonoros e constantes, por isso é difícil encontrar esses momentos de tranquilidade.

No caso das crianças, essa tranquilidade é ainda mais importante, pois permite encontrar equilíbrio, aumenta a concentração e exercita a paciência. Portanto, pais e professores devem praticar o “jogo do silêncio” de tempos em tempos.

Como surgiu a ideia?

Maria Montessori criou o jogo do silêncio ao trabalhar com crianças com deficiência auditiva, pois percebeu que elas ouviam melhor quando prestavam mais atenção aos sons. De pé no fundo da sala, com as crianças de costas para ela, Montessori disse seus nomes em voz baixa, envolta em silêncio, e quando os alunos a ouviram, eles se levantaram e foram até ela.

Obviamente, o jogo do silêncio requer prática. As crianças pequenas têm períodos de atenção relativamente curtos, tornando mais difícil para elas permanecerem quietas e quietas por mais de 5 minutos. No entanto, com a prática, eles melhoram a concentração e o autocontrole, aprendem a relaxar e a apreciar melhor o mundo ao seu redor.

Quando as crianças estão prontas para este jogo?

O jogo do silêncio é recomendado para crianças de quatro anos ou mais, embora haja quem comece muito mais cedo, com crianças de dois anos e meio. No entanto, em vez de marcar uma idade fixa, recomenda-se que as crianças tenham feito algum progresso antes de colocar em prática esta atividade:

• Que já sejam capazes de controlar seus movimentos.
• Que possam se sentar em silêncio e ouvir por alguns minutos.
• Que possam se concentrar e trabalhar de forma independente.
• Que sejam capazes de cooperar uns com os outros.

Além desses requisitos, é necessário escolher um momento em que as crianças estejam calmas. Se eles voltarem do recreio ou dos esportes e estiverem animados, não conseguirão ficar calmos e quietos, então é melhor deixar o jogo para outra hora.

Existem também alguns exercícios que podem ser colocados em prática para preparar as crianças para este jogo. Essas atividades visam melhorar suas habilidades de escuta e concentração:

• Passe um sino de mão em mão ao redor do círculo, incentivando as crianças a não tocá-lo.

• Faça uma pausa na aula para que as crianças ouçam os pássaros cantando ou a chuva batendo nas vidraças.

• Peça às crianças que fechem os olhos e toquem vários instrumentos familiares, para que possam identificá-los sem vê-los.

• Sente-se calmamente com os olhos fechados por um curto período de tempo, no início apenas 20 ou 30 segundos serão suficientes, e pergunte a eles que sons eles ouviram.

Como é aplicado o jogo do silêncio?

Com o seu lema “me ajude a fazer sozinho” Montessori desenvolveu um método pedagógico no qual as crianças ganham autonomia, autoestima, crescendo mais fortes e felizes. Hoje o método Montessori é conhecido, respeitado e admirado no mundo todo.

Convide todas as crianças a participar do jogo do silêncio e peça-lhes que se sentem no chão em círculo.

Explique a eles que todos vão jogar juntos, para que ninguém possa fazer barulho. Eles têm que permanecer em silêncio, como uma flor ou uma pedra. Quando você disser a palavra “quieto” todos terão que ficar quietos e calmos.

Então, você dirá seus nomes em voz baixa e eles terão que se levantar, fazendo o mínimo de barulho possível, para se sentarem ao seu lado.

Quando você tiver dito todos os nomes, você pode tocar uma campainha ou qualquer outro instrumento para marcar o fim do silêncio.

Peça-lhes que comentem o que ouviram ou sentiram durante esse tempo de silêncio.

À medida que progridem no jogo, você pode pedir que fechem os olhos para que possam se concentrar melhor e focar nas sensações que experimentam, para que depois possam compartilhá-las com seus parceiros.

Traduzido e adaptado de Etapa Infantil / GreenMe

RECOMENDAMOS






Ter saber é ter saúde.