É possível economizar dinheiro e ainda apresentar a sua melhor cara?

Você pode ter sorte e encontrar itens à venda em lojas conceituadas. Mas cuidado com os preços que parecem bons demais para ser verdade na internet ou com vendedores que podem não estar disponíveis amanhã.

Compre esses produtos e poderá ter mais problemas do que esperava.

Foi o que aconteceu no início deste ano com uma mulher de 47 anos na Califórnia. Ela ficou semi-comatosa por semanas depois de usar um creme de pele com a marca Pond´s, adquirido no México. Acontece que o produto foi adulterado com mercúrio. Os níveis de mercúrio no sangue dela eram 500 vezes a quantidade normal, de acordo com relatórios publicados.

A Pond’s disse em um comunicado que não usa mercúrio em seus produtos. A empresa está trabalhando com autoridades que investigam a violação deste produto.

“Vendas ilegítimas, adulteração e revenda de produtos são questões do setor de beleza que merecem muita atenção e conscientização do consumidor”, afirmava o comunicado.

Felizmente, a maioria dos casos de falsificação de cosméticos ou adulteração de produtos não é tão séria. Mas se você não compra de revendedores confiáveis, é difícil saber exatamente o que há nos produtos que você está colocando em seu rosto.

As autoridades de Los Angeles, EUA, submeteram alguns lotes desses produtos falsificados à análise de laboratório e os resultados não poderia ser mais preocupantes: a maquiagem estava contaminada com altos níveis de bactérias e até fezes.

Os clientes definitivamente não receberiam os produtos de luxo que estavam esperando.

Questionado sobre como as fezes entraram na maquiagem, o detetive Rick Ishitani, do Departamento de Polícia de Los Angeles, explicou que os produtos falsificados não são fabricados sob as mesmas condições de segurança e higiene que os produtos reais.

“Essas fezes se misturam de alguma forma com o produto que estão fabricando na garagem ou no banheiro – onde quer que estejam fabricando essas coisas”, disse ele à ABC News.

O perigo, de acordo com o FDA, é que as falsificações possam conter ingredientes nocivos ou proibidos, subprodutos inaceitáveis da fabricação ou aditivos de cores não aprovados.

As empresas que fabricam cosméticos e produtos para cuidados com a pele estão lutando ativamente contra a falsificação.

“A falsificação de cosméticos tem sido o flagelo da indústria e está piorando”, disse o Dr. Scott Wasserman, fundador e CEO da Cosmetic Alchemy, fabricante de LiLash e LiBrow, produtos usados em cílios e sobrancelhas.

Wasserman disse que a Homeland Security contatou sua empresa com sede em Scottsdale, Arizona, três vezes em um mês para identificar produtos suspeitos de falsificação encontrados em contêineres. E não são apenas os produtos a granel que chegam ao país que são um problema. A internet é outra fonte de falsificações. Quando a Cosmetic Alchemy enviou uma marca comercial de produto ao site Alibaba, o site teve que remover 465 catálago que estavam oferecendo produtos falsificados.

Como os consumidores podem se proteger?

Shari Lipner, dermatologista da NewYork-Presbyterian e Weill Cornell Medicine em Nova York, disse que é quase impossível para o consumidor médio perceber a diferença entre um produto de marca e uma falsificação bem-feita.

Lipner disse que você não precisa gastar uma fortuna para manter a pele saudável, mas acrescentou: “Meu melhor conselho é comprar cosméticos e produtos para o cuidado da pele de fontes respeitáveis”.

Os fabricantes alertam os consumidores para tomarem cuidado com os produtos revendidos on-line em canais como leilões. Eles recomendam a verificação cuidadosa da embalagem quanto a qualquer evidência de que o produto possa ter sido reembalado ou rotulado novamente. Além disso, verifique se o produto parece e cheira como deveria.

Mas e se você simplesmente não puder deixar de passar esse batom super barato da internet que normalmente é vendido por um preço bem superior, e agora está fazendo seus lábios coçarem? O primeiro passo é suspender o uso de qualquer produto que irrite sua pele.

A maioria das erupções cutâneas tem vida curta e melhora desde que você não exponha sua pele ao produto agressor.

Se a erupção cutânea continuar a piorar, se tornar dolorosa ou com bolhas, consulte um médico, de preferência um dermatologista.


Fonte: WebMD

RECOMENDAMOS


COMENTÁRIOS




Revista Saber é Saúde
Ter saber é ter saúde.