Você já ouviu isso antes: as melhores maneiras de prevenir o câncer são evitar tabaco, comer uma dieta saudável, manter um peso adequado, evitar excesso de álcool e exposição ao sol e exercitar-se regularmente

Além desses hábitos básicos de estilo de vida, os médicos também recomendam a triagem regular de cânceres comuns para detectar alterações em seu corpo que podem se tornar câncer se não tratadas

Embora já existam alguns testes de triagem bem estabelecidos, como colonoscopias, mamografias e exames de Papanicolau, pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Nottingham podem ter desenvolvido um novo exame de sangue capaz de detectar câncer de mama até 5 anos antes que os sintomas apareçam.

Vigilância imunológica

Antes de continuar, é importante entender como o seu corpo detecta as células cancerígenas por conta própria. Normalmente, uma célula saudável irá crescer e se dividir por um período de tempo até que morra. Uma célula cancerígena continua a crescer e se dividir até formar um tumor. Os tumores produzem proteínas em sua superfície chamadas antígenos. Esses antígenos associados a tumores (TAA) são reconhecidos pelo seu corpo como “não-eu” ou estranhos, e seu sistema imunológico está monitorando constantemente para detectar e destruí-los.

Como seu corpo destrói esses invasores estrangeiros? Os TAA acionam seu corpo para produzir anticorpos contra as células cancerígenas, conhecidas como antianticorpos. Esse processo é conhecido como vigilância imunológica e indica que seu corpo pode montar uma resposta protetora contra células cancerígenas

Detectando o câncer através do sangue

Pesquisadores da Universidade de Nottingham estão aproveitando a resposta imune natural do corpo para detectar o câncer de mama antes das mamografias.

A equipe coletou amostras de sangue de 90 pacientes recém-diagnosticadas com câncer de mama e comparou-as com amostras de um grupo controle de 90 pacientes que não tinham câncer. O objetivo era descobrir se eles podiam detectar a presença de autoanticorpos específicos e descobrir se eles foram desencadeados por antígenos de tumores

Os resultados foram positivos.

“Conseguimos detectar o câncer com razoável precisão, identificando esses autoanticorpos no sangue”, disse Daniyah Alfattani, um dos membros da equipe de Nottingham

Isso significa que, usando um simples exame de sangue, os pesquisadores foram capazes de identificar a resposta imune do corpo aos TAAs e isso pode permitir que eles detectem câncer significativamente mais cedo do que os testes tradicionais

Então o que vem depois?

Embora esses resultados iniciais pareçam muito promissores, outros pesquisadores alertam para não ficar muito animados ainda. O epidemiologista do câncer e professor da Universidade de Cambridge, Paul Pharoah, lembra que esses são dados muito preliminares. “Seria necessária muito mais pesquisa antes que qualquer alegação possa ser feita de que isso provavelmente represente um avanço significativo na detecção precoce do câncer”.

Após o sucesso desses testes iniciais, os pesquisadores agora estão testando uma amostra de 800 pacientes contra nove TAAs e esperam que os resultados sejam ainda mais precisos com esse aumento no tamanho da amostra. Se esses testes forem bem-sucedidos, a equipe espera que um exame de sangue para rastreamento de câncer esteja disponível nos próximos quatro a cinco anos.

Outros tipos de câncer

Quando o câncer é detectado mais cedo, é mais fácil tratar e a taxa de sobrevivência é significativamente maior, e os resultados deste estudo não são apenas promissores para a detecção do câncer de mama. Atualmente, testes semelhantes estão sendo realizados para câncer de pulmão, câncer de pâncreas, câncer colorretal e câncer de fígado. Essa lista representa 70% de todos os cânceres em todo o mundo e pode ser um grande avanço na pesquisa do câncer.

Portanto, embora essa pesquisa ainda seja nova, poderíamos estar um passo mais perto de um mundo sem câncer.


Fonte: Theheartysoul

RECOMENDAMOS


COMENTÁRIOS




Revista Saber é Saúde
Ter saber é ter saúde.