Assim como nosso sistema circulatório bombeia sangue rico em nutrientes por todo o corpo, o sistema linfático é uma rede de vasos com uma função importante. Ramificando-se ao longo de todas as partes do corpo, esses vasos transportam fluido para os gânglios linfáticos enquanto limpam os resíduos do corpo. Como sua principal função é remover toxinas e impurezas, as células cancerosas às vezes podem se ligar às células linfáticas e se espalhar para outros lugares. Como o sistema linfático não tem bomba central, é importante fazer o que puder para estimular um fluxo saudável de linfa para limpar o seu corpo de resíduos.

Como funciona o sistema linfático

O sistema linfático inclui vasos linfáticos, nódulos linfáticos e o próprio fluido linfático. O fluido é composto de glóbulos brancos, água, proteínas, sais e gorduras coletadas de todo o corpo. Funcionando como um sistema de drenagem e rede de eliminação de resíduos, o fluido linfático é coletado do corpo e filtrado através dos nódulos.

Ao passar por esses nódulos, os glóbulos brancos atacarão quaisquer vírus ou bactérias encontrados no fluido. Essas células brancas do sangue são chamadas de linfócitos e fazem parte do nosso sistema imunológico. Quando uma doença está presente no corpo, eles fornecem anticorpos para combater e atacar os germes, fungos, bactérias e vírus invasores. No geral, as toxinas e os resíduos são removidos por meio da sudorese, da urina, da respiração e dos movimentos intestinais. O baço, parte do sistema linfático, também filtra o sangue e substitui as células sanguíneas velhas por novas.

Quando o sistema linfático não funciona corretamente

Embora esse sistema seja projetado para manter o corpo saudável, ele pode ficar desequilibrado. Como não há bomba principal para o fluido linfático (ao contrário do coração do sistema circulatório), a rede pode ficar obstruída. A falta de atividades físicas, uma dieta repleta de alimentos processados e a deficiência de nutrientes podem afetar o fluxo da linfa. Uma vez que os linfonodos e vasos desempenham um papel importante na detecção e remoção das células cancerosas, é importante mantê-las funcionando corretamente.

Os sintomas de fluxo linfático lento ou retido são:

• Problemas de pele (como coceira ou acne)
• Desordens digestivas
• Infecções sinusais e acúmulo de muco
• Artrite
• Excesso de peso ou dificuldade para perder peso
• Fadiga crônica
• Dores de cabeça frequentes
• Linfedema (inchaço em um braço ou perna)

10 maneiras de fazer sua linfa fluir

Para manter o sistema linfático saudável, essas práticas devem ser incorporadas ao seu estilo de vida.

1 Beba muita água. Manter-se hidratado irá garantir que o fluido linfático possa fluir facilmente. Os cientistas recomendam cerca de 91 onças por dia para mulheres e 125 onças por dia para homens.

2 Faça seu corpo se mexer. A contração dos músculos ajuda o fluxo e a drenagem da linfa, portanto, exercícios de alongamento, ioga, caminhada e salto são maneiras perfeitas de se exercitar.

3 Faça regularmente exercícios de respiração profunda. A respiração profunda é outra ação de bombeamento para ajudar o fluxo do fluido linfático. Sentar por alguns minutos e respirar profundamente, devagar e com atenção irá estimular a circulação e proporcionar paz de espírito.

4 Coma alimentos que sejam bons para o sistema linfático. Isso inclui alimentos integrais ricos em nutrientes, como vegetais e folhas verdes, alho, abacate, cranberries, beterrabas, amêndoas e nozes.

5 Evite alimentos que inibam a função linfática. Isso inclui alimentos processados, adoçantes artificiais, açúcar e outros.

6 Tome banhos quentes e frios. A hidroterapia (alternando entre água quente e fria em piscinas ou chuveiros) ajuda a dilatar e contrair os vasos sanguíneos, promovendo também a circulação dos vasos linfáticos. No entanto, deve-se ter cuidado se estiver grávida ou tiver qualquer doença cardíaca.

7 Use escovagem a seco. Com uma escova de cerdas naturais e rígidas, esfregue a pele em movimentos circulares, das extremidades em direção ao coração. Isso aumentará a circulação e é fácil de fazer antes de entrar no chuveiro.

8 Evite substâncias tóxicas. Poluentes e substâncias tóxicas, como venenos de pragas, podem aumentar sua carga tóxica. Evite-os tanto quanto possível.

9 Beba chás de ervas que promovem o fluxo linfático. As misturas que incluem equinácea, astrágalo, goldenseal, coentro e raiz de índigo selvagem podem ser benéficas para o sistema linfático e promover um bom fluxo de fluido linfático.

10 Gerenciar seu estresse. Meditação, exercícios e ioga podem ajudar a controlar o estresse e reduzir a toxicidade do corpo, diminuindo o peso do sistema linfático.

Fonte: Healthy Holistic Living

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Revista Saber é Saúde
Ter saber é ter saúde.