Uma diferença significativa entre humanos e robôs ou membros protéticos é que eles não têm a capacidade da pele de responder a traumas, como dor e hematomas – mas não mais!

Uma equipe de engenheiros em Hong Kong desenvolveu um novo tipo de pele artificial para robôs e membros protéticos que machucam ao ser atingida, como a verdadeira. O material, apelidado de I-skin, pode ser usado em membros artificiais para alertar os usuários se eles danificarem suas próteses, uma ferramenta médica valiosa.

De acordo com um relatório recente publicado na ACS Applied Materials & Interfaces , a I-skin irá ativar um hidrogel infundido com espiropirana que muda de bege para roxo azulado quando sujeito a trauma físico.

A equipe da Universidade Chinesa de Hong Kong espera que a pele artificial seja benéfica para pessoas que usam próteses de membros e não recebem feedback sensorial para saber que podem se machucar ou danificar seus membros. Além disso, o material também pode ser usado em eletrônicos vestíveis ou robôs macios para indicar danos ou torná-los mais ‘realistas’.

Os pesquisadores testaram o I-skin colando uma pequena tira nos dedos, mãos e joelhos de um voluntário e, em seguida, bateram contra a parede repetidamente, demonstrando que o “hematoma” apareceria se força suficiente fosse usada.

ROBOT SKIN NOW GETS BRUISED WHEN PUNCHED1 1024x636 1 - Pele artificial que "se machuca" ao ser atingida pode ajudar as próteses a detectar lesões

Esses experimentos descobriram que o I-skin pode ser esticado ou dobrado sem descolorir , embora isso tenha afetado seus sinais elétricos. Por outro lado, golpes, pressões ou beliscões violentos ou repetidos mudavam de cor, com a tonalidade da ameixa permanecendo visível por duas a cinco horas antes de retornar à sua cor original.

No entanto, não está claro como a pele artificial bege amarelada funcionará bem com tons de pele de cores diferentes – por enquanto, os engenheiros estão mais focados em fazê-la funcionar antes de passar para a personalização adequada.

Embora a pele esteja atualmente na fase de prova de conceito, as descobertas oferecem um exemplo empolgante de como a pele artificial ou material comparável poderia ser aplicado à superfície de próteses , dispositivos vestíveis ou robôs para revelar quando sofreu danos mecânicos.

Intelligent living

RECOMENDAMOS






Ter saber é ter saúde.