O presidente Jair Bolsonaro disse na segunda-feira que seu governo buscaria autorização de uso emergencial para um spray nasal desenvolvido por Israel contra COVID-19 que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu descreveu como um tratamento “milagroso”.

– EXO-CD24 é um spray nasal desenvolvido pelo Centro Médico Ichilov de Israel, com eficácia próxima de 100% (29/30), em…

Publicado por Jair Messias Bolsonaro em Segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021

“O EXO-CD24 é um spray nasal desenvolvido pelo Ichilov Medical Center em Israel, com quase 100 por cento de eficácia – 29 em 30 – contra COVID em casos graves”, postou Bolsonaro, dois dias depois de falar ao telefone com Netanyahu , que chama o líder brasileiro de “bom amigo”.

“Em breve será encaminhado à Anvisa pedido de análise desse medicamento para uso emergencial”, escreveu Bolsonaro.

O Centro Médico Ichilov anunciou há duas semanas que um de seus pesquisadores realizou o teste de Fase Um – normalmente a primeira das três fases de testes clínicos – em um spray nasal que ele desenvolveu contra sintomas respiratórios ligados ao COVID-19.

O pesquisador, Nadir Arber, relatou que aplicou o spray em 30 pacientes com casos moderados a graves de COVID-19, e que 29 deles tiveram alta hospitalar em três a cinco dias.

Mas o centro médico não disse se um placebo foi dado a um grupo de controle e ainda não publicou suas descobertas em uma revista científica revisada por pares.

Para serem aceitos como eficazes pelos cientistas, os novos tratamentos geralmente devem passar por ensaios clínicos randomizados, controlados e cegos que são então compartilhados em uma publicação de pesquisa.

No entanto, isso não impediu Netanyahu de saudar o EXO-CD24 como uma droga “milagrosa” na semana passada.

Bolsonaro também está ansioso para abraçar tratamentos experimentais contra COVID-19, mesmo quando os especialistas em saúde os questionam.

Um crítico feroz das medidas de bloqueio, que diz prejudicar desnecessariamente a economia, ele, em vez disso, pressionou fervorosamente os medicamentos antimalária cloroquina e hidroxicloroquina para combater o COVID-19.

Ele mesmo tomou o último quando deu positivo em julho passado, apesar das descobertas dos cientistas de que as duas drogas são ineficazes contra o novo coronavírus.

Bolsonaro tem procurado cultivar laços estreitos com Netanyahu.
Em uma de suas primeiras ações após vencer as eleições em 2018, ele prometeu seguir a liderança de seu modelo político, o então presidente dos EUA Donald Trump, e transferir a embaixada do Brasil em Israel de Tel Aviv para Jerusalém – apesar das reivindicações palestinas de partes do cidade.

Como funciona o tratamento da Covid-19 por spray

De acordo com informações do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi) sobre pesquisas pelo mundo em tecnologias relacionadas à covid-19, incluindo medicamentos, os testes de Fase 1 com o EXO-CD24 já foram concluídos.

“O hospital anunciou que a substância EXO-CD24 foi administrada a 30 pacientes cujas condições eram moderadas ou piores, e todos os 30 se recuperaram – 29 deles em três a cinco dias. O medicamento combate a tempestade de citocinas, que se acredita ser responsável por muitas das mortes associadas à doença”, diz o texto publicado pelo Inpi, se referindo ao Centro Médico Ichilov, de Tel Aviv, que testa o medicamento.

“Ele usa exossomos – pequenos sacos que transportam materiais entre as células – para entregar uma proteína chamada CD24 aos pulmões, que o grupo de estudo está pesquisando há décadas. Esta proteína ajuda a acalmar o sistema imunológico e conter a tempestade”, continua a publicação.

CNN BRASIL

 

RECOMENDAMOS






Ter saber é ter saúde.